calcados

Setor calçadista gera saldo positivo no número de empregos formais no Ceará

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, divulgados no último dia 02 de março, o Estado do Ceará teve um saldo positivo de 1.653 postos de trabalho com carteira assinada gerados em janeiro deste ano. O resultado foi considerado o melhor para meses de janeiro desde 2003 e foi puxado pela indústria de transformação, notadamente a indústria calçadista, responsável por 4.058 empregos no período. E praticamente todos eles em Quixeramobim, que teve saldo de 4.251 vagas. Hoje o Estado do Ceará é o segundo maior empregador do setor calçadista no País.

Para o Secretário de Assuntos Internacionais do Governo do Estado, Antonio Balhmann, o resultado é animador, pois reflete uma luta antiga por ele travada em prol da estruturação do setor calçadista no Ceará. “Cito como exemplos algumas empresas que conseguimos atrair para o nosso Estado: a Aniger, que fabrica tênis da marca Nike, em Quixeramobim, com mais de 4.500 empregos diretos, empresa implantada ainda no Governo Ciro Gomes e mais recentemente a fábrica de calçados Dilly Sports, no município de Brejo Santo, região do Cariri, com investimento de R$ 50 milhões e cerca de mil empregos diretos, que já será ampliada, pois o governador Camilo liberou recursos para a ampliação e deverá ultrapassar a casa dos 2 mil empregos diretos”, comenta.

Conforme Balhmann, o setor calçadista foi a primeira grande imigração de empresas do Sul do país para o Nordeste brasileiro. “Esse processo foi iniciado pelo Ceará ainda no governo Ciro Gomes, na década de 90, e isso gerou dezenas de milhares de empregos, afirmando o Ceará como o segundo maior exportador de calçados do Brasil”, lembra. Balhmann acredita que agora, com a ZPE Ceará em operação, existe uma grande probabilidade das grandes empresas do setor calçadista, que hoje estão instaladas em outras ZPE’s no mundo, virem para a free zone cearense, tornando o Estado o maior exportador de calçados do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>